• Gabriela Braun

Como fazer combinados e criar regras?


Essa talvez seja uma das perguntas que as mães mais me fazem. Se mandar fazer é ruim, de que forma faço então? Se punir é ruim, como fazer para que meu filho faça o que é preciso ser feito? São exatamente essas as dúvidas que mais ouço nos meus atendimentos.


Se você tem mais de 35 anos, provavelmente seus pais não pensaram muito sobre a forma de educar filhos, eles simplesmente colocaram em prática aquilo que aprenderam com seus pais ou fizeram tudo ao contrário, em caso de uma infância traumática. Por que eu estou falando isso? Porque trazemos dentro de nós um modelo mental baseado na reação e não no desenvolvimento de pensar antes de agir. Dessa forma, quando os filhos fazem algo que desagrada ou está fora das regras ficamos bravos, frustrados ou, até mesmo, furiosos. E permitimos, então, que nossas emoções tomem conta do nosso sistema inteiro e passemos a agir no “piloto automático.” Quando reagimos, nossos filhos reagem de volta (afinal, eles ainda não possuem maturidade suficiente para agir de outro modo) e assim inicia-se a disputa pelo poder.


Então, para descobrir como fazer seu filho agir melhor sem puni-lo ou sem ditar ordens é preciso mudar o seu modelo mental. Sim, o seu, não o dele! Porque, a partir do momento que você muda, a rotina da sua casa irá mudar também e, consequentemente, seu filho mudará. Mudar mindset (ou modelo mental) não é algo simples e por isso, muitos pais e mães, mesmo recheados de amor por seus filhos, desistem. É preciso compreender o que de fato você está buscando e, a partir disso, traçar um caminho para a mudança. E então, foco na consistência! Algumas pessoas não conseguem começar sozinhas e está tudo bem. Esse é o meu papel. Ajudar você a se conhecer melhor para estabelecer as mudanças que precisam ser feitas.


Crianças e adolescentes não possuem manual de instruções, cada um é único. Algumas coisas podem ajudar para mudar o padrão de educação. Uma delas é trabalhar com dicas e combinados. Como fazer? Abaixo seguem algumas dicas que talvez possam te ajudar:




Sempre explique para seu filho o motivo do combinado, lembrando-se de adaptar a explicação à sua etapa de desenvolvimento, e como você se sente sobre esse fato. Ex: para que você fique seguro e não se machuque e a mamãe fique tranquila é importante usarmos o cinto de segurança. Faça com que a criança verbalize se compreendeu o combinado através de uma pergunta simples.


Ex: Como você pode ajudar a colocar o sinto de segurança para que fique bem protegido e a mamãe fique tranquila? Busque sempre respostas de auto responsabilidade. Tenha paciência, você não aprende do dia para a noite, crianças também não! Valorize a argumentação da criança com expressões de apreciação. Ex. supondo que a criança responda sim, diga: Nossa, estou diante de um super menino(a) que já é capaz de cuidar de si mesmo! Auxilie na memorização do combinado. Ex. Então diz uma coisa pra mamãe: o que você precisa fazer para ficar seguro dentro do carro?


Curtiu as dicas? Quer saber mais sobre isso? Comenta aqui embaixo!

16 visualizações

(51) 98179-3735

©2019 by Maternidade Além do Infinito.