• Gabriela Braun

"Mamãe, vou ser atleta!"

Atualizado: 26 de Abr de 2019


Um dos sonhos do meu pai era ter um filho atleta. Por isso, desde muito cedo eu e meus irmãos fomos incentivados a praticar esportes. Natação, handebol, vôlei, caminhada e o que mais aparecesse pela frente a gente saia fazendo. Nenhum dos filhos do meu pai virou atleta profissional, mas todos mantiveram o esporte como estilo de vida. Em alguns momentos mais, em outros menos.


O certo é que a cada prática esportiva a gente sai se sentindo diferente. Sai com uma sensação de dever cumprido, de meta atingida. Sai se sentido mais bonita e confiante para enfrentar os desafios da vida.


Aos 37 anos de idade, depois de um longo tempo fazendo apenas pilates, eu resolvi começar a correr. Esse era um sonho antigo meu, mas que eu nunca transformei em meta, nunca coloquei no papel para decidir de fato quando iria começar. Ou melhor, quando iria continuar, porque eu já havia tentado começar diversas vezes, mas sem nenhuma orientação. O que acontecia? Corria até quase enfartar, ficava toda torta no dia seguinte e desistia pensando: “isso não é pra mim”.

Até que, um dia, brincando com o Rafa na pista de atletismo de um clube, ele, aos 2 anos de idade, olhou pra mim e disse: “mamãe, vamos correr?” E logo começou na sua corrida. A pista do clube tem 400 metros. Uma volta em um trote leve e eu estava quase morrendo. Rafael continuava a todo vapor... Na minha frente, olhando pra trás e gritando: “corre mamãe!!!”

Resultado da brincadeira: Rafael fez 2 voltas inteiras na pista, correndo, enquanto eu, na primeira volta já precisei parar de trotar para caminhar. Naquele dia eu tomei uma decisão, eu iria correr. Procurei uma assessoria de corrida e comecei os treinos, sem nenhuma pretensão, eu queria apenas ter fôlego para correr e acompanhar meu filho. De lá pra cá, já se passaram dois anos, milhares de km percorridos, alguns quilos que ficaram pelo caminho, mais disposição para a vida e, principalmente, aprendi a me conhecer. A cada corrida eu me conheço um pouco mais. Quais meus limites reais e quais os limites imaginários. Fiz amizades incríveis através da corrida, mudei minha alimentação e forma de ver o mundo.




E o Rafa? Segue correndo comigo! Já participou de algumas competições e está sempre pedindo mais. Respeitamos o ritmo dele e incentivamos que pratique esportes, porque através deles é possível desenvolver habilidades de vida importantíssimas, como autoconhecimento, disciplina, foco, respeito. Eu brinco que o equilíbrio para a saúde é apenas um bônus que recebemos ao praticar esportes, porque o ganho real esta na forma como passamos a ver o mundo.

Então, se você ainda não pratica nenhuma atividade física, aproveita que dia 06 de abril é o dia internacional do esporte e vai pra rua mexer o corpo. Se puder, leve seu filho junto. Sabe o que acontece quando as crianças nos veem fazendo algo divertido? Querem fazer junto! Volta e meia Rafael vai aos meus treinos de corrida e várias vezes corremos juntos. O exemplo será sempre o melhor conselho.


Quer algumas dicas pra começar?


Escolha qual atividade física você irá praticar; Verifique a necessidade de consultar um médico para se certificar que está tudo bem com sua saúde para praticar essa atividade; Escolha qual horário do dia você tem mais disposição para praticar (essa é uma dica importante e que fará bastante diferença na manutenção da sua prática); Escolha o local aonde irá se exercitar. Dê preferência para locais perto de casa ou trabalho; Busque um amigo ou um grupo de pessoas que possam te apoiar e estimular na atividade escolhida; Determine quantos dias na semana você irá realizar a atividade física; Comece devagar, vá aumentando o ritmo aos poucos; Compare-se sempre com você mesmo, nunca com os outros; Você terá várias batalhas internas (debates na sua cabeça), encontre uma forma de vencer (coaches são ótimos para isso!). E o principal: não espere ter o peso adequado, a roupa adequada, o tempo adequado para iniciar algo, apenas comece!


Borá mexer o corpo e incentivar os filhos a fazer o mesmo? Se você curtiu esse texto compartilha com os amigos, faça fotos suas praticando algum esporte, sozinho ou com os filhos, amigos, família e posta nas redes sociais com a #maisesportemenostela.

15 visualizações

(51) 98179-3735

©2019 by Maternidade Além do Infinito.