• Gabriela Braun

Vai sair com essa roupa?

-Quero essa, mamãe. Eu gosto dessa.

-Rafa, essa roupa ta toda estrupiada, cheia de manchas, escolhe outra!

-Não! Vou com essa!

E assim nossos debates prosseguiam, eu dizia que aquela roupa não dava, ele chorava e saímos de casa cada um mais mal humorado que o outro. Até que comecei a pensar sobre o real motivo de eu desejar que ele trocasse a roupa. Ele me disse: me sinto bem assim. Eu pensava: o que os outros vão pensar? Que eu não cuido do meu filho!


Eureca! Se você tem os mesmos debates que eu tinha com meu filho sobre a forma de se vestir e o que leva a esse debate é o medo do julgamento – o que irão pensar de mim? – você não esta pensando no bem estar do seu filho, nem no seu. Quando passei a escutar o que Rafael me dizia: “me sinto bem assim” meu comportamento mudou. Hoje vamos às festas com vestido com a roupa que escolhe. Às vezes eu dou dicas, sugiro alguma peça, ele escolhe outra. Faço brincadeiras na hora de escolher a roupa. Resultado: saímos de casa felizes, cada um vestido do jeito que se sente bem.


Importe-se menos com o que o mundo irá pensar sobre a sua forma de maternar. Importe-se mais como seu filho esta se sentindo e como você se sente em relação a você mesma e a ele. E se ele estiver com a roupa toda rasgada, mas com um sorriso gigante no rosto, isso muda a foto no final?



Me conta, isso acontece na sua casa? Mande esse post para uma amiga que você acredita que precisa ler!



32 visualizações

(51) 98179-3735

©2019 by Maternidade Além do Infinito.